Você já se perguntou por que os Chiantis Clássicos levam a imagem de um Galo Negro no selo ou até mesmo na garrafa?

Lá na idade média, as cidades de Siena e Florença viviam em disputas constantes de território, e um dia eles decidiram colocar um ponto final nisso tudo, mas de uma forma bem inusitada.

Cada cidade deveria escolher seu melhor cavaleiro e seu melhor cavalo e um galo, sim um galo! Cada cavaleiro iria dormir em uma ponta de sua cidade e ao acordar com o cantar do galo sairia cavalgando ao encontro da outra cidade ( de Siena a Florença e vice e versa). Quando um cavaleiro encontrasse o outro, ali seria definitivamente delimitada a fronteira.

Siena toda pomposa escolheu seu melhor galo: branco de plumas volumosas, forte, gordo e saudável. Florença, escolheu um galo preto sem atributos, até meio cansadinho. Inclusive, resolveram deixá-lo sem comer uns dias antes do grande evento.

O grande dia chegou, os cavaleiros dormiam enquanto aguardavam o cantar dos galos.

O galo de Siena dormiu tranquilamente como todos os dias, já o galo preto de Florença faminto, acordou de fome antes mesmo do Sol nascer!

Sim, que sacada! O cavaleiro de Florença acordou mais cedo e saiu cavalgando, e quando encontrou o cavaleiro de Siena, logicamente teria andado muito mais, conquistando por direito uma área bem maior.

Assim, a República Florentina com a região do Chianti Clássico, homenageando este Galo, o transformou em símbolo: o famoso Gallo Nero.

Inclusive, vinhos Chianti Clássico utilizam o Gallo Nero como um símbolo de certificação nos selos.

gallonerogarrafas

Quer saber mais conteúdo interessante do mundo do vinho? Acesse:

Facebook : www.facebook.com/diariodovinho/

Instagram: @diariodovinho

Cheers

Leave a Reply